Lixo doméstico: o que podemos fazer para reduzi-lo?

A produção de resíduos urbanos não diminui. Se continuarmos a descartar a quantidade de lixo da mesma forma, até 2030 vamos desperdiçar 100 milhões de toneladas de lixo por ano apenas no Brasil. Se você deseja ter uma vida mais sustentável e ajudar a diminuir esse número, a dúvida vem: como reduzir a quantidade de lixo doméstico?

Entretanto, não podemos esperar governantes e grandes empresas — cada um precisa fazer a sua parte. Então, confira agora algumas dicas para reduzir a produção de lixo doméstico:

Lixo doméstico: o que podemos fazer para reduzi-lo?

Veja algumas orientações que vão fazer a diferença na quantidade de lixo que você descarta:

Prefira produtos a granel

Cereais, frutas secas, temperos e grãos não precisam ser comprados na embalagem plástica tradicional. Quando você compra produtos a granel, economiza, adquire produtos mais naturais e evita comprar mais embalagens. 

Uma alternativa interessante é levar suas próprias sacolas ou potes para economizar saquinhos plásticos. 

Reaproveite embalagens

Alguns produtos contam com embalagens mais firmes, que podem ser reaproveitadas. Embalagens de sabonete líquido, por exemplo, podem servir para armazenar detergente ou sabonete para as mãos no banheiro. 

Na hora da compra, opte também por embalagens orgânicas ou biodegradáveis, que podem ser decompostas naturalmente. Há também as retornáveis: você compra o produto, usa e, na hora de adquiri-lo novamente, leva a embalagem. Além de tudo, ainda consegue um desconto.

Compre só o que precisa

Essa também é uma forma de evitar desperdícios. Por exemplo: se você gosta muito de cosméticos, é bem comum comprar diferentes tipos de condicionadores, maquiagens e cremes. O problema é que, quando não usado no seu prazo ou mal conservados, produtos cremosos podem se contaminar e perder a validade. 

Então, é mais uma embalagem e um produto jogados fora. Lembre-se de que as substâncias também acabam se tornando “lixo”, mas que seguem por vias diferentes de descarte do resíduo sólido. Portanto, compre seus produtos e use até o final antes de adquirir um novo. Vai fazer uma grande diferença na produção de lixo, nos seus hábitos de consumo e até nas suas finanças.

Isso também se aplica a alimentos. Se você mora sozinho, evite comprar comida demais, principalmente frutas, legumes e verduras. As chances de que esses alimentos estraguem, mesmo quando guardados na geladeira, é grande.

Priorize alimentos saudáveis

Parece que estamos indo de encontro ao que foi dito antes, mas não: alimentos industrializados costumam ter altas taxas de sódio e aditivos químicos para manter o sabor e a durabilidade. Repare: uma comida congelada demora muito mais tempo para estragar do que uma fruta ou verdura. 

Além da saúde, alimentos processados e ultraprocessados costumam vir em embalagens plásticas e, muitas vezes, de isopor. Portanto, para o bem de sua saúde e do bem-estar do planeta, evite.

Recicle o lixo doméstico da cozinha

Alguns produtos usados na cozinha, como fósforos, guardanapos e saquinhos de chá, podem ajudar na produção de adubo orgânico em uma composteira. Além disso,filmes plásticos, papel alumínio, caixas de leite, garrafas de vidro, potes de manteiga e margarina podem ser reciclados. Por fim, atenção às esponjas tradicionais: elas são difíceis de reaproveitar. Prefira buchas vegetais e palhas de aço.

Viu como é simples reduzir o lixo doméstico? Outra forma de reaproveitar esses resíduos é por meio da coleta seletiva. Conheça seus benefícios para o meio ambiente.




One thought on “Lixo doméstico: o que podemos fazer para reduzi-lo?

  1. Pingback: Como reduzir o lixo em casa durante o isolamento? - Contemar Ambiental