Modelos de lixeiras: quais são os melhores?

Vai começar um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos integrado? Veja quais são os melhores modelos de lixeiras disponíveis no mercado!

Existem vários modelos de lixeiras que devem ser adotados nas diversas situações. Em outras palavras, um contentor adequado para a gestão de resíduos secos nem sempre será bom para o armazenamento de lixo orgânico. 

Ou seja, o contentor deve ser escolhido conforme o padrão de geração de lixo e o volume da demanda. A seguir, mostraremos como selecionar o produto mais adequado para a sua situação. 

O que levar em conta na hora de avaliar os modelos de lixeiras?

Ao selecionar os modelos de lixeiras mais adequados ao seu caso, tome nota do seguinte:

  • A qual tipo de resíduo se destina? Seco, orgânico, perigoso?
  • Qual a quantidade de resíduo os contentores deverão suportar entre coletas?
  • Onde o contentor estará instalado? Ele precisará suportar intempéries como chuva e insolação?
  • Como funciona a coleta seletiva na sua região? De quanto em quanto tempo o caminhão passa?
  • Como é feita a gestão interna do resíduo?
  • Existe cultura de reciclagem no local ou ela precisará ser criada?

Todas essas questões buscam esclarecer melhor qual a situação do gerenciamento de resíduos em sua localidade. De nada adiantaria instalar um sistema elaborado de destinação de lixo se ninguém entende do que se trata. 

Quais contentores da Contemar são indicados para cada situação?

É importante adaptar o modelo de coleta à cultura local. Assim, por exemplo, é melhor iniciar um processo de coleta seletiva com um modelo simples de dupla conteinerização em lugares onde não haja hábito de separar o lixo. 

Nesse sentido, recomenda-se o uso de contêineres de carga traseira de 700 ou 1000 litros de capacidade quando a demanda não for muito elevada ou quando o caminhão de coleta passa com frequência.

Para a gestão interna dos resíduos, seja armazenamento ou transporte, é indicado o uso de contentores móveis. Neste caso, os modelos de lixeiras incluem volumes de 120, 240 e 360 litros, que facilitam o recolhimento e o transporte dos resíduos internamente. 

Similarmente, locais onde o clima não seja tão intenso, papeleiras mais leves podem ser adotadas. Por outro lado, em lugares onde haja forte intemperismo, a prioridade deve ser a resistência do material às condições climáticas. 

Os contentores soterrados são indicados no caso de cidades em que a cultura da coleta seletiva esteja bem estabelecida e haja uma preocupação com o paisagismo. Nesse sentido, os modelos de lixeira podem ser verticais ou traseiros e requerem preparo técnico para sua operacionalização.

Quando usar os Pontos de Entrega Voluntária, Ecopontos e contentores especiais?

Os coletores para Pontos de Entrega Voluntária com grande capacidade volumétrica (2500 litros) devem ser escolhidos se um sistema de coleta seletiva mecanizada está sendo implantada na cidade.

Por fim, os coletores usados para resíduos hospitalares têm capacidade volumétrica igual a dos comuns. Porém, eles são adaptados para manejo de lixo contaminante e material perfurocortante. Assim, todos os modelos contam com pedal articulado, o que evita contato humano. 

Da mesma forma, estão disponíveis os volumes de 120, 240, 360 litros para contentores hospitalares. De modo semelhante, os contêineres para resíduos hospitalares podem ter capacidade de 700 ou 1000 litros.

Assim, existe um modelo de lixeira da Contemar adequado para cada uma das suas demandas. Conte para a gente do que você precisa! Ficaremos felizes em ajudar!

Comments are closed.